Abuso político da psiquiatria: casos em andamento em todo o mundo

0
176

“Sabemos que a psiquiatria punitiva e os abusos políticos no domínio da saúde mental são questões muito preocupantes que prevaleceram em regimes repressivos e totalitários ao longo da história. Estes abusos envolvem, frequentemente, a utilização indevida de diagnósticos e tratamentos psiquiátricos para controlar as pessoas, incluindo aquelas que discordam ou vivem pacificamente de acordo com as suas próprias crenças e identidades. As vítimas destes abusos não são apenas os pacientes psiquiátricos, mas também os profissionais, que podem ser obrigados a cumprir ordens que prejudicam os seus pacientes. Estas práticas podem ser dirigidas contra grupos específicos, tais como minorias religiosas, comunidades étnicas ou populações marginalizadas.

A defesa dos direitos humanos, a garantia de práticas éticas nos cuidados de saúde mental e a promoção de uma cultura de empatia e compreensão são passos essenciais para abordar estas questões preocupantes. É notória a necessidade em falar sobre como o uso indevido de diagnósticos, tratamentos e institucionalização psiquiátrica, tanto para objetivos políticos quanto sociais, vem demonstrando a importância e a real preocupação em debater sobre o abuso político da psiquiatria.

Com esse intuito o site espanhol health.int.eu.org realizará um evento primordial sobre tais questões em todo o mundo, O evento está sendo transmitido no mês de outubro (nos dias 1, 2 e 27) de novembro (dias 10 e 11), reunindo grandes especialistas, sobreviventes e defensores para esclarecer esta questão urgente.

Durante cinco dias, o evento contará com mais de quinze palestrantes de alto nível, incluindo autoridades como o Professor Dainius Pūras, ex-Relator Especial das Nações Unidas sobre direitos humanos; o Professor Derek Summerfield, antigo Médico do Governo no Zimbabué e atual membro do Comité Executivo do Grupo Intercultural de Interesse Especial do Royal College of Psychiatry; o Dr. David Matas, ex-assessor jurídico do Chefe de Justiça do Canadá, membro do Stop Organ Transplants Abuse in China e conselheiro sênior da B’nai Brith Canada; o Professor Hel Spandler, editor da revista Asylum e especialista no campo dos Estudos Loucos; o Professor Manuel Llorens, psicólogo de Caracas, Venezuela, autor do livro “Psicoterapia Politicamente Reflexiva”; juntamente com outros especialistas da academia e de grupos dissidentes e ativistas, com destaque para o Safeguard Defenders e MindFreedom International. Link para realizar o cadastro no evento:

https://abuse.health.int.eu.org/abuse-es.html