O trauma da infância deve ser tratado como uma crise de saúde pública?

0
103

De NPR : “O estudo [publicado no Jornal da Associação Médica Americana ] é “provavelmente o teste mais rigoroso que temos até hoje da hipótese de que o trauma na primeira infância tem esses efeitos fortes e independentes sobre os resultados adultos “[William Copeland, professor de psiquiatria da Universidade de Vermont] diz.

Para Copeland, os impactos abrangentes do trauma exigem soluções políticas de base ampla, além de intervenções individuais.”Tem que ser uma discussão a ser feita em nível de política de saúde pública”, diz ele. […]

“Eu acho que deveria se acabar com qualquer tipo de especulação sobre o trauma da primeira infância e as dificuldades da vida posterior”, [ Kathryn Magruder , epidemiologista e professora de psiquiatria da Universidade de Medicina da Carolina do Sul] diz.

Embora a ligação tenha sido mostrada em pesquisas anteriores, Magruder diz que este novo estudo pode ajudar a direcionar futuras pesquisas e políticas. “Por que estamos revisitando isso? Porque é hora de pensar em prevenção ”, diz ela. O trauma é um problema de saúde pública, acrescenta, e deve ser tratado com uma abordagem de saúde pública.

O psicólogo  Marc Gelkopf  concorda. Em  um editorial  publicado junto com o estudo, ele escreve: “Se os males de nossas sociedades, incluindo o trauma, devem ser enfrentados seriamente, então a injustiça deve ser responsabilizada”. […]

Propostas de lei como o SUPPORT Act são compartilhadas pelo bipartidarismo nosso estadunidense e são um começo promissor, diz Purtle – mas  ainda não vão longe o suficiente. Para realmente reduzir os traumas e mitigar seus efeitos, diz ele, os formuladores de políticas devem buscar políticas e investimentos comunitários, como leis de salário mínimo, que reduzam a pressão econômica sobre as pessoas que estão com dificuldades.

“É mais do que apenas” endurecer e lidar com isso “”, diz ele. “Muito disso se resume a pessoas que não deveriam viver suas vidas em um estado de estresse crônico e constante”.

Artigo →

childhood-trauma-300x218

Deixe uma resposta