O reconhecimento oficial de que os sintomas de abstinência dos antidepressivos são reais

Oficialmente é reconhecido que os antidepressivos causam dependência química

0
295

Graças aos esforços de campanha do Conselho de Psiquiatria Baseada em Evidências (Council for Evidence-based Psychiatry), o Royal College of Psychiatrists  – a principal organização profissional dos psiquiatrias do Reino Unido – mudou dramaticamente sua posição sobre a retirada de antidepressivos. Em uma grande reviravolta, eles pedem mudanças nas diretrizes do NICE (National Institute for Health and Care Excellence) e nos serviços de suporte à retirada de drogas psiquiátricas. Este desenvolvimento vem ganhando uma ampla cobertura da mídia, incluindo matérias como no The Times, Daily Mail e Guardian.

Um pequeno trecho da matéria do The Guardian:

“Um alívio ver diante de você, escrito em preto e branco, o que você sabe ser verdade há um longo tempo: neste caso, que os sintomas de abstinência de antidepressivos não estão todos na sua cabeça. Em uma mudança significativa de posição, o Royal College of Psychiatrists agora aceita que não prestou atenção suficiente aos pacientes que sofrem de sintomas graves de abstinência quando saem de antidepressivos.

Quando lhes são prescritos os medicamentos os pacientes devem ser avisados pelos médicos o quão difícil pode ser sair deles. Alguns passarão por isso durante anos. Eles terão tentado se afastar e ficaram tão alarmados com sintomas de abstinência – confundindo-os com o retorno dos sintomas de sua condição de saúde mental – que desistiram da luta. Eles agora passarão a ser aconselhados a usar um processo gradual de redução (…).”

 

 

 

 

 

Confira o que vem sendo publicado na imprensa britânica: Psychology TodayThe Times, Daily MailThe Herald, Guardian.

Deixe uma resposta