Medicamentos prescritos: você já passou por um período de dependência?

O The Guardian abriu uma campanha pública para ouvir pessoas que acham difícil parar de tomar medicamentos prescritos por um clínico.

0
66

Saiu no The Guardian. Uma campanha pública para saber experiências com dependência química produzida pelas drogas psiquiátricas prescritas.

“Quase 12 milhões de pessoas na Inglaterra estão tomando remédios para dor, depressão ou insônia que podem causar dependência, de acordo com uma revisão do governo.

Metade das pessoas que tomam analgésicos opioides, benzodiazepínicos e pílulas para dormir os toma há um ano ou mais e mais de um quinto há mais de três anos.

A Public Health England disse que, embora possa haver boas razões para as pessoas usarem antidepressivos por um longo período, a prescrição generalizada de analgésicos opioides precisa mudar.

Gostaríamos de ouvir pessoas que acham difícil parar depois de tomar medicamentos que foram prescritos por um clínico. Também gostaríamos de saber mais sobre a situação de profissionais de saúde ou outras pessoas que lidaram com o problema.

Compartilhe suas histórias

 Gostaríamos de falar com pessoas que foram afetadas por esse problema. Você passou por um período de dependência depois de receber um medicamento prescrito por um médico? Foram oferecidos a você tratamentos alternativos? Você já teve sintomas de abstinência? Como é essa situação para médicos e outros profissionais de saúde?

Você pode entrar em contato preenchendo o formulário abaixo – anonimamente, se desejar. Um de nossos jornalistas entrará em contato antes de publicarmos o que você nos enviou.”

Para ver a matéria do The Guardian e participar da sua campanha, clique aqui →

Prescriptions counter at a Boots pharmacy in England. Photograph: Alamo

—-

[Nota dos Editores: Nos dias 29,30,31, de outubro de 2019,  na Escola Nacional de Saúde Pública, no Rio (ENSP/FIOCRUZ), ocorrerá o III SEMINÁRIO INTERNACIONAL A EPIDEMIA DAS DROGAS PSIQUIÁTRICAS. Entre os convidados, o Dr. Peter Groot da Universidade de Maastrich. Peter Groot e Jim van_Os desenvolveram uma alternativa para clínicos e pacientes que estão buscando meios de reduzir/parar a medicação psiquiátrica, de forma segura e eficaz. São as chamadas ‘tapering strips’ (que em português poderia ser traduzido como ‘tiras de afunilamento’ ou ‘tiras de redução’), quer dizer, tiras em que o usuário diariamente toma uma dose reduzida da sua medicação, conforme um planejamento acordado por ambas as partes.

A pré-inscrição para o evento está aberta. ]

Deixe uma resposta