A exposição da Epidemia Escondida: o novo Centro de Recursos para a Discinesia Tardia (DT)

0
2251

 

discinesia-tardia_1

 

A discinesia tardia (DT) é um transtorno horrível causado por todos as drogas antipsicóticas. O mais óbvio é que causa movimentos involuntários bizarros desfigurantes e às vezes incapacitantes, afetando os músculos que normalmente estão sob controle voluntário parcial ou total. Isso inclui os olhos, a boca, a língua, o rosto, os braços e as pernas, os dedos das mãos e os pés, o pescoço e os ombros, as costas e o torso. Pode comprometer o diafragma e a respiração, as cordas vocais e a fala, ou o esôfago e a deglutição. Pode causar espasmos dolorosos e deformantes, com frequência do pescoço e dos ombros (distonia tardia). A DT pode causar uma agitação interior que é análoga à tortura (acatisia tardia) que impulsiona às pessoas à psicose, à violência e ao suicídio. Muito particularmente, quando é grave, a discenesia tardia com frequência está associada à deterioração cognitiva, à demência e à psicose. As pessoas que padecem da DT tendem a se isolar da sociedade e muitos se convertem em pessoas incapacitadas para funções normais da vida social.

A lista dos novos antipsicóticos inclui Risperdal (risperidona), Abilify (aripiprazol), Geodon (ziprasidona), INVEGA (paliperidona), LATUDA (lurasidone), Rexulti (brexpiprazole), Risperdal (risperidona), SAPHRIS (asenapina), Seroquel (quetiapina ), y Zyprexa (olanzapina). Antipsicóticos mais antigos incluem Haldol (haloperidol) y Thorazine (clorpromazina). Todos causam discinesia.

Tudo o que aqui está descrito está respaldado por artigos científicos facilmente encontrados em meu novo Centro de Recursos para a Discenesia Tardia ou em  www.Breggin.com .

Depois que uma pessoa passa a sofrer da DT por mais de alguns meses, a probabilidade de recuperação se torna muito pequena. Não existem tratamentos eficazes e seguros.

Quando deixam de tomar essas drogas, algumas pessoas com DT melhoram com o tempo, mas em geral sem recuperação completa. Outras pessoas desenvolvem novos sintomas e que se agravam.

A DT pode manifestar-se com um ou vários sintomas, variando de um dia para outro, e tende a desaparecer durante o sonho. A tensão, a ansiedade e a fadiga podem piorar temporariamente os sintomas, porém não desempenham um papel central na causa da DT.

As taxas de DT para as pessoas sob as drogas antipsicóticas são astronômicas. Em adultos jovens saudáveis a quem são dados antipsicóticos, a taxa acumulada é 5% a 8% por ano, o que chega a 15% e 24% em três anos. A taxa se eleva progressivamente com a idade, igualando ou superando a taxa acumulada de 25% a 30% por ano em pacientes maiores de 65 anos. Afeta as crianças sob antipsicóticos com taxas similares a dos adultos jovens, e pode arruinar suas vidas antes que cheguem à idade adulta.

discinesia-tardia

Pior ainda, as taxas reais são ainda maiores devido a que os pacientes que são objeto de estudo em geral estão tomando antipsicóticos no momento do estudo, e essas drogas mascaram os sintomas da D.T. quando ainda estão em processo de desenvolvendo.

Quantas vítimas há? Nas últimas décadas, as empresas farmacêuticas e a psiquiatria suprimiram todas as estimativas. Contudo, nós estamos informados que em 2011, mais de 3 milhões de pacientes receberam antipsicóticos nos USA. Com taxas tão elevadas de DT, podemos fazer uma estimativa modesta que aproximadamente 10% (ou 300.000) novos pacientes medicados desenvolverão a DT a cada ano. (Visto que muitos dos pacientes se encontram em lares para idosos, muitos têm taxas de DT de até 30% ao ano.) Os que permanecem com as drogas, como muitos estão, enfrentarão riscos cada vez maiores no futuro. Se levarmos em conta as tantas e tantas pessoas que vivem com DT já há algum tempo, junto com os que agora são identificados com o risco alcançando de 5% a 30% por ano, o que é certo que é muitos milhões dos estadunidenses têm DT. Provavelmente, dezenas de milhões foram afetados, visto que os fármacos saíram ao mercado pela primeira vez em 1954.

Os primeiros relatos da identificação da DT remontam ao final dos anos 1950. Devemos renunciar à esperança de que o FDA, as empresas farmacêuticas ou a profissão médica irão fazer algo substancial com relação a essa crescente pandemia. Meu trabalho, assim como o de Bob Whitaker e de outros, tem demonstrado que essas neurotoxinas produzem um dano generalizado e que seu valor demonstrável se aproxima a zero. Em longo prazo, as pessoas em antipsicóticos tendem a se deteriorar física e mentalmente. Temos que insistir em educar o público até que as pessoas comecem a negar a se submeter à epidemia.

O Centro de Recursos para a Discinesia Tardia é um passo a mais na direção da educação do público, assim como dos profissionais. O Centro oferece uma introdução simples ainda que completa sobre a enfermidade induzida pela droga, uma lista de medicamentos ofensivos e vídeos ilustrativos. PDFs de cerca de 150 artigos científicos estão organizados por temas tais como taxas em adultos, crianças e pessoas idosas; evidências de que as novas drogas são tão ruins quanto as antigas; estudos mostrando o dano cerebral e disfunção cognitiva, e uma dúzia de outros temas.

Por favor, ajude a divulgar esse novo e inteiramente grátis Centro DT.

O blog Breggin: A Consciência da Psiquiatria: Dr. Breggin tem sido chamado de ‘A Consciência da Psiquiatria’ por suas décadas de esforços bem sucedidos para reformar o campo. Ele critica as drogas psiquiátricas e o ECT, e promove práticas terapêuticas mais atenciosas, empáticas e efetivas. Seu livro mais recente é Guilt, Shame and Anxiety: Understanding and Overcoming Negative Emotions.
trad. Fernando Freitas