Tratamento com Choque Elétrico é controverso para depressão grave

ECT pode causar danos cerebrais permanentes e "deve ser interrompido", alerta especialistas

0
215

Publicado em Daily Mail: a violência do eletrochoque.

Entre as medidas tomadas pelo Ministério da Saúde do governo Bolsanaro, há o retorno da terapia eletroconvulsiva (ECT) como prática oficial no sistema de saúde pública. Afinal de contas, como os atuais gestores das políticas de saúde mental no país dizem: hoje, com o Governo Bolsonaro, não há mais lugar para “formas terapêuticas substitutivas”. Portanto, assim como os “hospitais psiquiátricos”, o eletrochoque passa a fazer parte da saúde pública.

E há muitos os que defendem a ECT.  Mad in Brasil já publicou várias matérias demonstrando que muito pouco de científico há na ECT. O que as inúmeras evidências científicas acumuladas têm mostrado é que a ECT causa danos cerebrais, frequentemente irreversíveis, sem levar em consideração os danos psicológicos e sociais.

Mais uma matéria (internacional) a respeito.

Clique aqui → 

Deixe uma resposta