Ouvidores de Vozes: um importante grupo de suporte de pares

0
167

A pesquisa Suporte de pares em saúde mental: grupo de ouvidores de vozes é uma parceria entre pesquisadores da USP Ribeirão Preto, UNESP  e a Universidade de Yale. Foi realizada uma pesquisa qualitativa com o grupo de Ouvidores de Vozes de Ribeirão Preto, inaugurado em 2015. O grupo tem como objetivo o compartilhamento das experiências de audição de vozes entre as pessoas, a criação e o fortalecimento de uma rede de apoio e a construção de possibilidades para se viver uma vida mais significativa.

Foram gravadas 10 encontros do grupo que possui 35 participantes: 29 com experiências de ouvir vozes (62% do sexo feminino), 2 familiares e 4 profissionais da área da saúde voluntários. Posteriormente os áudios foram transcritos e identificados os discursos relevantes ao objetivo do estudo.

Os autores localizam o grupo de Ouvidores de Vozes como um grupo de apoio entre pares, parte do movimento recovery.

“O apoio de pares ou suporte de pares acontece na medida em que pessoas com experiência vivida de sofrimento psíquico e que atingiram algum nível de mudança da própria condição apoiam outras pessoas com vivências semelhantes.”

O suporte de pares é dado de maneira respeitosa, promovendo a dignidade e inclusão social das pessoas em sofrimento psíquico, apostando no empoderamento e na autonomia.  As pessoas compartilham suas experiências de vida e como lidaram com as adversidades, inspirando aqueles que passam por um momento semelhante.

“Esses grupos reduzem a sensação de abandono e isolamento que essas pessoas ocasionalmente sentem, sendo um espaço para a troca de experiências e criação de vínculos afetivos e de cuidado, além de ser um espaço para dividir histórias de recovery e instilar esperança.”

A partir da pesquisa, observou-se que os pares oferecem diferentes formas de apoio: tornar o grupo um espaço acolhedor, construir novas formas de se relacionar com as experiências, ampliar as redes de apoio e injetar esperança.

Dividir as experiências e receber um feedback de outras pessoas que vivem situações similares, parece estar relacionado a melhora da autoestima e na diminuição da sensação de insegurança e medo. É importante que os membros criem laços uns com os outros, o que é valioso para o processo de recovery dos ouvidores de vozes.

O estudo conclui que o grupo de Ouvidores de Vozes é importante para o processo de empoderamento das pessoas, restabelecendo sua autonomia. Além disso, chamam a atenção para a necessidade de fortalecer as práticas orientadas para o recovery dentro dos serviços de saúde mental brasileiros.

***

RUFATO et al. Suporte de pares em saúde mental: grupo de ouvidores de vozes. Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, ISSN 2595-2420, Florianópolis, v.13, n.36, p.156-174, 2021 (link)